soalheiro_aghora_loureiro_2020

Soalheiro : : Vinho

Soalheiro Ag.hora Loureiro 2020

De um projeto que começou com o desafio de produzirmos um Alvarinho ao estilo Georgiano, nasce agora um novo vinho, com a casta Loureiro, o Soalheiro Ag.hora Loureiro 2020. Os resultados obtidos foram positivos, a casta Loureiro é mais delicada e adaptou-se muito bem à fermentação e estágio mais prolongado com as películas.

Os vinhos Ag.hora, na sua essência, são a nossa crença de que pessoas com paixão podem criar resultados inovadores, diferentes e únicos através da partilha de cultura, conhecimento e experiência. O nome Ag.hora é uma fusão de duas palavras: “agora” e “hora”, porque este vinho é o resultado da nossa mentalidade de que o “tempo para a diferença é agora”

Região: Minho

Álcool (%): 11,5

Acidez Total (g/dm3): 5,8

Açúcar Residual: Seco

Castas: Loureiro

pH: 3,36

Acidez Volátil (g/dm3): 0,38

(Valores aproximados)

O Soalheiro Ag.hora Loureiro 2020 é um vinho distinto, com um caráter forte e perfeito para ser acompanhado por comida ou para ser descoberto num wine bar a copo. O seu perfil combina com pratos de peixe gordo, borrego, pato, frango assado e queijos curados. Harmoniza também com pratos que incluam molho de natas ou cogumelos como, por exemplo, um delicioso risoto.

O Soalheiro Ag.hora Loureiro 2020 foi uma agradável surpresa ao estilo Georgiano. Os taninos ficaram suaves e o vinho delicado e elegante, algo difícil de se conseguir com este estilo de vinificação.

O Soalheiro Ag.hora Loureiro 2020 é feito com uvas provenientes de Valença, um terroir onde se faz sentir a influência atlântica e onde a amplitude térmica é relativamente baixa, preservando assim os aromas típicos desta casta.

O processo de vinificação do Soalheiro Ag.hora Loureiro 2020 foi inspirado no estilo Georgiano. Após a colheita à mão das uvas de Loureiro, estas foram parcialmente desengaçadas e suavemente pisadas a pé. Dentro das Terracotas, o vinho fermentou com as leveduras espontâneas, permanecendo em contacto com as películas durante cerca de três meses. Posteriormente, foi prensado cuidadosamente numa prensa vertical, voltando a ser colocado nas Terracota para um estágio de pelo menos 4 meses, já sem as películas.